Alteridade e Antropofagia na Música da Funkeira MC Véia: Um Processo Folkcomunicacional

Míriam Cristina Carlos Silva, Thífani Postali

Resumo


O artigo discute o fenômeno midiático MC Véia, que se transformou a partir do contato com o funk carioca. Leda Maria Soares Ferreira, a MC Véia, tem uma história marcada por transformações de identidade, quando teve que se mudar para um bairro periférico do Rio de Janeiro e se adaptar ao novo meio, criando laços afetivos e transformando-se a partir da cultura local por meio do funk. Para explicarmos essa transformação e produção cultural, apoiamo-nos na teoria da folkcomunicação e considerações da Escola de Chicago, além dos conceitos de antropofagia, com Oswald de Andrade, e hibridação cultural, com Néstor Canclini. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e exploratória, que conta, ainda, com a avaliação de posts no Facebook de Mc Véia, matérias em revistas e sites, entrevistas cedidas por Leda Maria à mídia e às autoras deste trabalho.

Texto completo:

PDF